A LENDA DO VIZIR

flowersuperior
capa site-01-3
1 / 8

A LENDA DO VIZIR

flowersuperior
ilustracoes-finais_costavizir-1
 2 / 8

Conta a lenda que durante a ocupação muçulmana, um invulgar jovem sábio Vizir, conselheiro de um poderoso Sultão, tornou-se um autêntico apaixonado pela atualmente denominada Costa Vicentina. Sempre que podia montava o seu cavalo e passeava ao longo do recorte de uma longa costa, salpicada de enseadas e praias de areia sedosa, que ainda hoje emolduram as extensas planícies douradas do Alentejo. Num dos seus longos passeios, perdeu-se no encanto imenso das belezas naturais da região e parou nas redondezas de um pequeno castelo, rodeado por um vasto jardim de gerânios.

A LENDA DO VIZIR

flowersuperior
sliider-lenda-2
 3 / 8

À janela, uma jovem donzela bordava um lenço enquanto entoava uma frágil melodia. Foi precisamente nesse instante que os olhares dos dois se cruzaram fazendo disparar os corações. A vida de ambos mudava para sempre: nascia assim um grande amor.

A LENDA DO VIZIR

flowersuperior
sliider-lenda-4
 4 / 8

Nos meses seguintes, os jovens enamorados encontravam-se em segredo, uma vez que a moça era filha de um alcaide moçárabe* e já estava prometida. Durante algum tempo, Almir e Eleonor trocaram juras de amor, cartas e flores, até ao dia em que tudo foi descoberto pelo pai da rapariga que se mostrou inflexível aos argumentos inocentes do amor.

A LENDA DO VIZIR

flowersuperior
sliider-lenda-3
 5 / 8

Nesse mesmo dia foi reforçada a guarda ao castelo e, de castigo, escondeu a sua filha na torre mais alta. Por não mais conseguir visitar a sua amada; irritado e decidido a raptá-la, o jovem Vizir, à revelia do Sultão, reuniu alguns homens armados e planeou um ataque surpresa que deu origem a uma batalha implacável.

A LENDA DO VIZIR

flowersuperior
sliider-lenda-5
 6 / 8

Ao fim de uma manhã de combates intensos, o Vizir, vitorioso, entra pelo pátio do castelo, montado no seu cavalo. Convencido de que finalmente encontraria a sua futura mulher, é surpreendido por um ato de chantagem: Eleonor tinha uma espada apontada ao peito, pelo próprio pai. Sabendo da importância de todo aquele momento, num grito desesperado, o velho alcaide ameaçou o Vizir que se desse mais um passo trespassaria a sua filha com a espada. Menosprezando aquelas palavras, o Vizir avançou de espada em riste e a galope, mas o inevitável aconteceu. O pai da moça não hesitou e matou a própria filha com a mesma espada com que, de seguida, se suicidou.

A LENDA DO VIZIR

flowersuperior
sliider-lenda-6
 7 / 8

Conta-se que o desgosto do Vizir o fez desertar da corte do seu Sultão, refugiando-se num dos lugares mais belos e escondidos do reino – Porto Covo. Aí armou tenda e viveu sozinho até ao final dos seus dias.
Para enganar a angústia e a saudade, decidiu escrever à sua amada uma carta por dia, entregando-a depois ao mar para que a levasse onde quer que fosse a sua nova morada.
Almir tinha ainda guardado o lenço que Eleonor bordava quando se olharam pela primeira vez. Um dia antes de morrer, enterrou-o no seu jardim de gerânios e desejou que quem se beijasse na sua presença fosse abençoado na sua relação.

A LENDA DO VIZIR

flowersuperior
 8 / 8
Em honra a esta nobre história de amor, nasceu o Costa do Vizir Camping.
Um espaço inspirado na magia das noites árabes e nos amores proibidos.


Durante as obras de requalificação foi encontrado um pequeno cofre deteriorado, contendo um lenço bordado muito antigo. Consta que poderá ser o lenço que Eleonor ofereceu a Almir. Um objeto que representa o mais puro amor que os uniu para todo o sempre. Diz-se que tem dado sorte aos casais que se beijam na sua presença. Por essa razão convidamo-los a visitá-lo na zona da receção do camping.


Para homenagear o achado, e precisamente no local onde o mesmo foi descoberto, nasceu um lago de águas calmas com carpas koi, libelinhas e rãs.

* Os moçárabes (do árabe musta’rib, “arabizado”‎)[1] eram cristãos ibéricos que viviam sob o governo muçulmano no Al-Andalus. Os seus descendentes não se converteram ao Islão, mas adotaram elementos da língua e cultura árabe. Eram, principalmente, católicos romanos de rito visigótico ou moçárabe.

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

logo-entrada-
Camping • Bungalows • Glamping 
ESTAMOS A REQUALIFICAR O SEU PARQUE.
RECONSTRUÇÃO EM 4 FASES

O Costa do Vizir Camping está a ser reestruturado numa obra dividida por 4 fases. Neste momento terminámos a Fase 1, que teve por objetivo requalificar as principais infraestruturas e equipamentos do parque, incluindo o seu reordenamento e zonas verdes, não perdendo de vista o compromisso que temos com a sustentabilidade ambiental. Em 2017, com a conclusão da Fase 2, estarão disponíveis muitas outras infraestruturas e equipamentos, entre as quais uma zona destinada exclusivamente ao Glamping.